terça-feira, 11 de julho de 2017

O mundo caótico em mim

Olhe em frente .
Um momento de sobriedade
Em um instante de vida passageira  diante de uma alma que é eterna .
Uma dor de instantes parece ser insuportável.
Não  quero ficar acordado, mais uma dose de veneno!  E  assim esquecer toda dor e  fracasso.
Me desapeguei de tudo que era bom.
Esqueci tudo que era feliz .
E o que vejo não tem mais brilho.
O que me assombra é que Tenho mais medo  da vida e nao da morte  . Nao a prazer que me faça quer ficar acordado . Não existe vontade em repetir dores ou saber que vou fracassar novamente . Vergonha de quem sou !
Tenho vergonha do caminho obscuro que tenho passado. Tão sujo e que tenho vergonha de pedir  ajuda . Estar tão desesperado e com tanto medo de seguir a diante .
Quando o vento batia gelado em meu rosto eu costumava me sentir vivo.
Me programo em uma rotina sem satisfacão .
Jogo minhas coisas pela casa e recolho faço cortes em minha pele, choro desesperadamente sozinho, faço planos de suicídio e depois desisto .
Cominho pela rua sem destino as pessoas passam como se eu não existisse.  Então volto para casa.
Quando as pessoas chegam em minha casa  já  organizei a bagunça .
Digo que estou bem saio,  sorrio .
Assim sigo o roteiro.
É o que as pessoas  querem  que eu faça.
Nao tenho coragem de pedir ajuda a Deus com  tanta calamidade no mundo.

Postar um comentário